huahua5.png

PESADELOS POÉTICOS

Memento, homo, quia pulvis es et in pulverem reverteris.

Dylan Ricardo

  Romances, contos e poesias

gargoyle_by_0dd0ne.png
gargoyle_by_0dd0ne.png
240_F_215569725_v2OhGRo6lThktbKXRxKXwDns
gargoyle_by_0dd0ne.png
WhatsApp-Image-2019-06-15-at-11.24.04seg
a29373a2-de27-4587-b8a8-4c01d7dd9604.jpe
WhatsApp-Image-2019-08-19-at-15.38.08seg

Dez contos de horror

200 poesias 
  

Poesia

Mil poemas.jpg

Romance e poesia.
      

thumbnail_contos noturnos - frontal 1 cópia.png
thumbnail_Contos Noturnos 2 Frontal cópia.png

Horror. Aguardem.

Horror. Aguardem.

capa 2.png

200 poesias. Aguardem.

capa 3.png

200 poemas. Aguardem.

186561365_10159529638146823_797045510649

Romance vitoriano de horror.
Dois volumes.

BOA LEITURA!

  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • skoob
Prelúdio em mi menor, Op. 28 No. 4 - Chopin
00:0000:00
gargoyle_by_0dd0ne.png
gargoyle_by_0dd0ne.png

ALGUNS TRABALHOS

insta.png
arauto.png
macabrismo.png
Casa_de_ópio.png
Castiçal.png
A sombra do vampiro na escada.png
Boca.png
Análise.png
gargoyle_by_0dd0ne.png

Obrigado! Mensagem enviada.

INSPIRAÇÃO

ENTREVISTAS E RESENHAS

SOBRE O AUTOR

eu3.jpg

Dylan Ricardo, brasileiro da cidade de Recife, mas, cidadão do mundo. Viveu na Palestina e em Montreal, Canadá, país do qual obteve cidadania. Em viagens aos EUA, Portugal, Inglaterra, Cuba e Cabo Verde, bem como pelo interior de sua terra, Brasil, buscou inspiração para futuras obras, as quais hoje escreve dedicadamente pelas madrugadas. 
Insone contumaz, da noite colhe dolorosas memórias, que são utilizadas como inspiração para seus escritos.
Escritor e poeta, é autor das obras Murmúrios das Trevas (dez contos de horror), Nos Lábios do Abismo, Mil poemas e um suicídio, a biografia de um homem sem esperança (este com um romance e cem sonetos), Lamentos na escuridão, a poesia em estado terminal. (obras publicadas pela Editora Coerência), Nas Brumas do Desalento, No Zênite da Insanidade, Asas de pedra (já publicados pela Editora Chiado)

Do Inferno, Contos Noturnos (publicado pela Cultura em Letras Edições) e Estado Terminal (publicado pela editora All Print Editora). A maioria das obras com poemas de inspiração gótica, decadentista, romântica, simbolista e ultrarromântica nos quais descreve liricamente trajetórias existenciais abarrotadas de desânimo, decepções e sonhos destruídos. Trazendo reflexões ao leitor sobre a sua própria existência, seus desejos e atos praticados. Muitos desses poemas tornaram-se crônicas do cotidiano de uma personalidade insatisfeita, realista e questionadora, por se referirem a assuntos voltados ao relacionamento humano, às lembranças e à efemeridade da vida. Além de dedicar-se no momento a outros livros de poesias, enveredou também por
contos voltados ao horror e às peças de teatro. 

Seu interesse e sombria necessidade de investigar os insanos hábitos humanos o levaram a aprofundar-se não só em estudos de filosofia e psicologia, mas na própria literatura. O que lhe auxiliou bastante na descoberta de seu estilo. E assim, utilizando sua experiência de vida somada à técnica adquirida pelas contínuas leituras desenvolveu seus escritos.

Filho de musicistas, pai maestro, compositor e violinista e mãe violoncelista, sempre esteve ligado às artes desde a infância, quando criança frequentava, levado por seus pais, aos ensaios da Orquestra Sinfônica de Recife, que ocorriam no Teatro de Santa Isabel. Localizado em sua cidade.
Apesar de viajar por outras terras, o que lhe atrai é transitar pela região intensa do sentimento. Da psique autoagressiva dos retraídos. O ser e suas incertezas emocionais, as imperfeições de suas escolhas e a devastação psíquica delas decorrente.

87818685_1514957878685268_64846525625060